Alberto Talma Catão Quirino

25 de Agosto de 2015

IDADE: 24 anos.

FORMAÇÃO: Bacharel em Direito pela UFPB.

QUANTOS CONCURSOS JÁ REALIZOU:  3, um durante a graduação, outros dois em 2013 e 2014.

CARGO QUE OCUPA: Atualmente Assessor de Promotor, ainda no aguardo das nomeações.

OBJETIVO FINAL NA CARREIRA PÚBLICA: Promotor de Justiça.

Por que resolveu fazer concursos?

 

Em virtude de se tratar de um caminho que só dependeria de meus próprios esforços para consecução dos objetivos, assim como também por ser o caminho que viabiliza o acesso ao meu cargo dos sonhos.

 

Fale um pouco de sua trajetória nos concursos públicos:

 

Logo cedo durante a graduação eu criei interesse pelo cargo de Promotor de Justiça. Por não vir de uma família de juristas e sim de engenheiros civis do Estado, logo as influências paternas se manifestaram e eu percebi que provavelmente não penderia para a iniciativa privada, e sim para a carreira pública.


Assim, durante a graduação resolvi me testar no primeiro concurso, um para o Ministério da Fazenda, organizado pela ESAF. Fiz o concurso praticamente sem estudar, apenas estudei raciocínio lógico, e o resultado evidentemente não foi positivo.


Após a graduação, a qual se deu em maio de 2013, foi lançado edital para a prova da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, resolvi me inscrever para o cargo de Analista, pois pagava um bom salário e o conteúdo constante do edital não era tão grande. Sendo a prova da FCC, seria um excelente começo para minha carreira de concursos (isso, porque nunca havia de fato estudado para concursos antes).


A prova ocorreu em setembro, portanto eu tive cerca de 02 (dois) meses para estudar. À época, juntei-me com mais dois amigos para, religiosamente, todo sábado, resolvermos simulados, o que se mostrou um dos principais fatores para a aprovação: tínhamos metas semanais e ninguém queria passar vergonha na hora de resolver os exercícios, então enfrentávamos nossos limites para conseguir vencer as metas e efetivamente resolver os exercícios. Fui aprovado em 5º lugar num total de dez vagas, concorrência de 700/vaga. Essa mesma técnica foi utilizada um ano depois no concurso do TJRS.

Em 25 de maio de 2014 prestei prova para o concurso organizado pela FAURGS, para o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul , para o cargo de oficial de justiça. Infelizmente ainda não fora nomeado para a assembleia e estava me inquietando novamente, pois havia parado de estudar após minha aprovação prematura na ALRN. Novamente tive pouco menos de 02 (dois) meses e consegui empreender mais uma aprovação, dessa vez como o 38º lugar num total de 117 vagas, concorrência de 535/vaga.

 

Essas experiências me ensinaram que não importa se você tem pouco tempo, não importa se a concorrência é alta ou se você vem estudando num ritmo forte. Isso são fatores secundários diante do principal aspecto que se deve levar em conta ao se estudar para um concurso: planejamento.


Não é aprovado a maior sumidade jurídica, nem o indivíduo que estuda há mais anos seguidos: é aprovado o candidato que estabelece metas, as cumpre e segue seu planejamento. Não existe aprovação sem domínio de ao menos a maior parte do edital (ou, se existe, ao meu ver são situações de exceção), então é de suma importância calcular seu tempo e como utilizá-lo.

 

 

Qual a sua metodologia de estudo?

 

Se um edital é pequeno, tal qual aquele da ALRN no qual fui aprovado, estude-o com profunda intensidade e o revise por completo pouco antes da prova. Se é um edital mais extenso como aqueles para Juiz/Promotor, então planeje-se para estabelecer uma rotina. Decorar é preciso, então lembre-se sempre de reservar tempo para revisões antes da prova. Ademais, SEMPRE EXERCITE. O conhecimento que não é posto em prática não se consolida.

 

 

Algumas dicas e conselhos que você acha interessante para quem está se preparando para um concurso público:

Treine para a banca almejada, resolva provas anteriores e aprenda a usar seu tempo durante a prova. Estude treinando para aquela prova alvo, e mantenha o foco, a força e a fé. Uma hora você passará!

Ah, após a aprovação, paciência! Ainda não fui nomeado em nenhum dos referidos concursos! 

Approved Empreendimentos Digitais

CNPJ: 26.835.989/0001-­47

Suporte: contato@fuiaprovado.com

Termos de Uso  |  Política de Privacidade